Segurança
tendências para 2022 sobre segurança de redes para empresas
tendências para 2022 sobre segurança de redes para empresas

Independentemente das situações que a Natureza nos coloca,  pessoas empresas não podem olhar para trás  em momentos de eventuais dificuldades sob o risco de se perderem no tempo.

Adequações nas infraestruturas de TI das instituições, tendo como principal ponto a descentralização das conexões. No artigo de hoje, vamos falar sobre a importância de um bom projeto de segurança de rede para empresas em 2022.

Qual é o novo cenário da segurança de rede para empresas?

A estrutura que antes mantinha fisicamente equipamentos e colaboradores, hoje não faz mais sentido, por isso o uso de redes LAN vem sendo cada vez mais desativadas e escolhidas as opções de SD-WAN e SASE.

É importante estar atento às tendências que serão implementadas para 2022 e manter a estrutura mais segura e completa para os usuários, visando a boa navegabilidade, e a privacidade e proteção de dados, cada vez mais valiosos e mais visados. Vale lembrar que acessos de redes distintas podem fragilizar os protocolos de segurança e abrir brechas para possíveis ataques.

Principal ameaça atual

As estruturas atuais trazem preocupações para os administradores de rede, por exemplo: como manter a segurança com os acessos descentralizados?

No passado, a preocupação era deixar toda ameaça fora do ambiente corporativo, mas agora todo ambiente pode ser o corporativo e isso traz as soluções paliativas implementadas que acabam sendo administradas em ferramentas diferentes e com maior complexidade, além de aumentar os custos e reduzir a proteção dos dados. Isso é resultado do aumento de endpoints e ambientes, onde não há um gerenciamento eficaz de identidade e acessos, o que dificulta a implementação de sistemas de segurança, como o Zero Trust.

Por isso foi apresentado no Gartner os principais pontos de atenção e protocolos de segurança que são indispensáveis para 2022 e próximos anos.

Tendências para ficar de olho em segurança de rede para empresas

O mercado, hoje, é totalmente digital, por isso é importante ficar atento às inovações e adaptar as tecnologias das empresas à nova realidade. Abaixo destacamos alguns pontos levantados pelo Gartner para 2022:

  • Fim das redes centralizadas: Pelo Gartner, as redes centralizadas entraram em desuso, isso porque hoje o modelo adotado por muitas empresas e escolhido por muitos colaboradores é o híbrido, trazendo autonomia para acesso no ambiente interno e externo do local de trabalho, que se torna cada vez mais espalhado pelo globo. Inclusive, é esperado que até 2023, 75% das empresas globais explorarão estes tipos de benefícios, o que trará aumento na receita final para os negócios;
  • Melhor distribuição de segurança: Com a LGPD as empresas têm investido cada vez mais nesse recurso de segurança para garantir mais proteção aos usuários, porém, com as redes descentralizadas é possível elevar o nível de segurança apenas onde se precisa. Desta forma, os investimentos acabam sendo melhor distribuídos e trazem economia na receita final. De acordo com alguns estudos, as empresas que adotarem o sistema de CSMA até 2024 poderão reduzir incidentes de segurança em até 90%, já que ele visa uma integração de API’s e interfaces que auxiliam na centralização de gestão de segurança;
  • Automação: Neste ponto, o Gartner estima que a atualização automática de softwares pode trazer melhor adaptabilidade para os sistemas das empresas, levando a um nivelamento de protocolos mais rapidamente;
  • Inteligência artificial (IA): Juntamente com a hiperautomação, a IA irá trazer mais autonomia nas suas rotinas, gerando conteúdos originais e facilitando o desenvolvimento dos sistemas. Até 2025, estima-se que as IA’s serão responsáveis por gerar 10% do conteúdo total das redes, contra o 1% que existe hoje;
  • Adequação à LGPD: Pode parecer assunto de 2021, mas não podemos negar que foi o grande marco do ano e que vem cada vez mais forte para 2022, ainda mais com a ascensão da ANPD. De acordo com levantamento feito pela RD Station foi possível observar que em 2021 cerca de 77% das empresas ainda estão atrasadas com a implementação de recursos que garantem a segurança de dados. Inclusive, 22% das empresas brasileiras não adotaram nenhum tipo de protocolo de segurança. Para evitar aplicação de multas que estão cada vez mais altas, recomenda-se a adoção de recursos o quanto antes.

O ideal é buscar protocolos, implementações e melhorias de acordo com sua estrutura, e níveis de segurança necessários para garantir a proteção de dados, sistemas e procedimentos dentro do ambiente corporativo. A Total Links está disponível para ajudá-lo nesse processo, saiba mais com nossos especialistas clicando aqui: https://www.totallinks.com.br/seguranca.